Euler de França Belém
Euler de França Belém

O homem substituiu Deus e, figura central da Terra, avalia que pode cortar as patas de um cachorro

A ideia de que o homem pode destruir tudo, porque seria o ser mais importante, leva alguns indivíduos a determinadas crueldades

A fotografia é chocante; porém, mais chocante é o ato criminoso

Na semana passada, uma notícia chocou os leitores: um homem de Iporá, município de Goiás, incomodado com os latidos de um cachorro, decidiu cortar suas patas. Trata-se de uma pessoa má? O ato em si, mesmo se ele for considerado um cidadão exemplar na sua cidade, mostra uma maldade incontornável. O cão, indefeso, nada pôde fazer contra a fria racionalidade do agressor, que, embora tenha sido preso, logo foi liberado. Possivelmente, se outro cachorro latir, cortará suas patas e, quem sabe, sua língua.

Por que um indivíduo acha que pode cortar as patas de um cachorro? Não é necessário ler “Cachorros de Palha — Reflexões Sobre Humanos e Outros Animais” (Record, 255 páginas, tradução de Maria Lucia de Oliveira), do filósofo britânico John Gray, para entender a origem da maldade do homem. “Ah, um cachorro não é gente”. Se não é gente, aquele que é gente pode fazer o que quiser com os outros animais: amputá-los e matá-los.

O homem, mesmo quando religioso, matou Deus e se tornou, ele próprio, um deus que decide sobre as outras vidas, às vezes de maneira implacável. A partir de certo momento, ao se considerar como a figura central da vida na Terra, subordinando todas as demais vidas, o homem se tornou sr. do destino de todos os animais, humanos ou não. O Iluminismo é um dos responsáveis pelo culto ao homem como personagem crucial do planeta? Não só, é claro. Mas tem sua parcela de culpa.

Aquele homem de Iporá é filho da ideia de que o homem, ser supremo e deus incontestável, pode matar tudo — menos outro homem. Não é vítima, mas, ainda assim, produto de uma ideia cevada, quem sabe, por intelectuais ditos “humanistas”.

Uma resposta para “O homem substituiu Deus e, figura central da Terra, avalia que pode cortar as patas de um cachorro”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.