Euler de França Belém
Euler de França Belém

A morte do escritor Mario Vargas Llosa, Nobel de Literatura

O Twitter @NewsAlfaguara divulgou a notícia, que alcançou repercussão internacional. Mas era mais um boato típico da internet

Mario Vargas Llosa e Patrícia Llosa MVLL-PatriciaLlosa

O escritor Mark Twain, ao saber que tinham noticiado a sua morte nos jornais dos Estados Unidos, escreveu: “As notícias a respeito de minha morte têm sido bastante exageradas”. Reagiu com bom humor. Hoje, a imprensa europeia foi sacodida com a notícia da morte do escritor Mario Vargas Llosa, Nobel de Literatura e um dos mais importantes autores da atualidade. Ele é o autor da obra-prima “Conversa no Catedral” (Catedral, vale ressaltar, é um bar).

Num tuíte, anunciaram: “URGENTE. Recebemos agora a notícia da morte de Mario Vargas Llosa. O escritor faleceu há poucos minutos de infarto”. A notícia, publicada em espanhol e inglês, foi atribuída à Alfaguara, editora do escritor peruano. A notícia é do Twitter @NewsAlfaguara.

Dada a maciça repercussão internacional, a Alfaguara, da Penguin Random House, reagiu rápido e desmentiu, de maneira enfática, a notícia da morte de Mario Vargas Llosa, de 80 anos. Trata-se de um “boato”, esclareceu.

Pouco depois, em resposta à Alfaguara, o @NewsAlfaguara — que nada tem a ver com a editora —, publicou novo tuíte, agora admitindo que se trata de Twitter falso — “criado pelo jornalista italiano Tommasso Debenedetti”.

O que Mario Vargas Llosa tem a dizer a respeito? Talvez devesse escrever um romance com o título de “A Morte e a Morte de Mario Vargas Llosa”. Imaginar a própria morte deve ser um bom exercício literário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.