Euler de França Belém
Euler de França Belém

Morre o grande historiador inglês Raymond Carr, mestre dos hispanistas

O professor de Oxford escreveu livros seminais sobre a Revolução e a Guerra Civil Espanhola

 Muere el historiador británico Raymond Carr

Morreu no domingo, 19, o historiador britânico Raymond Carr (1919-2015), de 96 anos, chamado pelos espanhóis de “mestre e decano dos hispanistas”. O professor de Oxford dedicou sua longa vida a pesquisar a história espanhola e a conectá-la à história europeia.

Formado em história e doutor em Letras, Raymond Carr escreveu livros seminais sobre a Revolução Espanhola e a Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Ele ganhou o Prêmio Príncipe de Asturias de Ciências Sociais, em 1999.

Raymond Carr escreveu “España 1808-1975” — apontado pelos historiadores espanhóis como um “ensaio lendário” —, “La República y la Guerra Civil en España”, “La Internacionalización de la Guerra Civil Española”, “España, de la Dictadura a la Democracia” (com a colaboração do historiador espanhol Juan Pablo Fusi), “El Rostro Cambiante de Clío” e “España 1808-2008”.

Historiador profissional, reputado como um dos maiores especialistas em história da Espanha, Raymond Carr lia literatura pelo prazer de ler e, sobretudo, para descobrir como era a “atmosfera” de uma época. Ele avaliava que a literatura ajuda a compreender o modo de vida — o cotidiano — das pessoas e isto colabora para o entendimento da história macro. A literatura, quando bem feita, pode iluminar a história.

 

 

 

Deixe um comentário