Euler de França Belém
Euler de França Belém

Morre Joffre Rezende, uma lenda da medicina brasileira

Morreu na segunda-feira, 26, em Goiânia, uma lenda da medicina brasileira (e não apenas goiana): o gastroenterologista Joffre Marcondes de Rezende (foto acima), de 93 anos. Ele era um dos maiores estudiosos mundiais da doença de Chagas.

Joffre Rezende nasceu em Piumhi, em 19 de maio de 1921, e mudou-se para Goiânia em 1954. Ele foi professor da primeira turma de Medicina da Universidade Federal de Goiás e fundador da “Revista Goiana de Medicina” e seu primeiro editor. Editou-a durante 45 anos. É também o criador da biblioteca da Faculdade de Medicina. Era um professor do estilo enciclopedista, segundo ex-alunos.

Autor de livros e artigos, Joffre Rezende era um sábio. Escrevia muito bem e sabia mais português do que muitos gramáticos. Seus textos são primorosos.

No livro “Memórias de Nossa Gente”, editado pelo médico Hélio Moreira, há um excelente ensaio-biográfico sobre Joffre Rezende. Hélio Moreira escreve: “O Dr. Joffre Marcondes de Rezende é uma figura cuja imagem de homem culto ultrapassou os limites das suas circunstâncias; no entanto, sua personalidade extremamente reservada não tem permitido que a coletividade goianiense e, por extensão, a brasileira, o conheça na sua intimidade. Gostaria de exemplar o que estou afirmando com um simples fato: em 2009, ano em que se comemorava o centenário da descoberta da doença de Chagas, a Fundação Oswaldo Cruz/Editora publicou um livro que é um marco na literatura médica brasileira; foram selecionados para figurar nesta edição os 15 mais importantes artigos publicados nos últimos 100 anos a respeito do assunto — doença de Chagas, incluindo neste rol os do próprio descobridor da doença em 1909; para nosso orgulho, um dos artigos da lavra do Dr. Joffre foi um dos escolhidos; apenas para reforçar o valor desta seleção, sabemos que até 1999 haviam sido publicados, somente no Brasil, cerca de 10.100 artigos sobre a doença de Chagas. Dr. Joffre comentou este fato com poucos e mais próximos amigos, nada foi divulgado em Goiânia a este respeito!”.

Hélio Moreira, que sabe das coisas, está certo: Joffre Rezende era um grande médico, um mestre dos superiores e um homem de vasta cultura. Um humanista em tempo integral — sábio, civilizado e discreto.

[A fotografia acima é da Universidade Federal de Goiás]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.