Euler de França Belém
Euler de França Belém

Morre Ben Bradlee, o grande editor que bancou a investigação que provocou a renúncia de Richard Nixon

[Ben Bradlee, à esquerda, e seu pupilo, o experimentado Bob Woodward]

Bob Woodward e Carl Bernstein não eram repórteres do primeiro time em 1974. Mas o jornal “Washington Post” tinha um editor-executivo e uma publisher excepcionais: Ben Bradlee e Catherine Graham. Os dois bancaram as reportagens de dois focas – Bernstein era um pouco mais experiente – e resistiram às pressões do presidente dos Estados Unidos, Richard Nixon. Revelado o envolvimento direto do republicano no Caso Watergate, não havia outra saída: para não sofrer impeachment, Nixon renunciou. Ben Bradlee, experiente e talentoso, acompanhou de perto as apurações e deu integral apoio aos repórteres. Na terça-feira, 21, morreu Benjamin Crowninshield Bradlee, de 93 anos. O mítico jornalista era vice-presidente do “Post”.

Recentemente, a Editora Três Estrelas lançou uma bem cuidada nova edição do livro “Todos os Homens do Presidente”, de Woodward e Bernstein. A obra foi transformada em filme, com Robert Redford e Dustin Hoffman nos papéis principais.

Em 1972, espiões pagos pela equipe de Nixon invadiram o Watergate (conjunto de edifícios), em Washington, com o objetivo de grampear os telefones do Partido Democrata.

No link https://www.jornalopcao.com.br/colunas/imprensa/mark-felt-o-homem-que-derrubou-o-presidente-dos-estados-unidos, pode-se ler um texto que escrevi a respeito de um livro de Woodward no qual revela suas relações com sua principal fonte, o diretor adjunto do FBI Mark Felt, o célebre Garganta Profunda.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.