Euler de França Belém
Euler de França Belém

Mercado fala em passaralho na redação de O Popular. Fonte interna não confirma

Repórter do jornal afirma que a tendência é que o jornal circule apenas na internet para reduzir custos, o que levará a corte de pessoal

Os bastidores da imprensa fervilharam na quarta-feira, 19, com notícias de que “O Popular” só vai circular na internet e de que está sendo preparado um passaralho gigante.

Jornalistas de “O Popular” admitem que há comentários, nos corredores, de que o Grupo Jaime Câmara prepara uma onda de demissões.

Entretanto, apesar dos comentários, nenhuma fonte oficial do jornal confirma as demissões e mesmo que, seguindo o “Jornal do Tocantins”, “O Popular” vai circular apenas na internet. Um repórter comentou em off: “O custo de produção do jornal ‘O Popular’ é muito alto e cada vez mais a publicidade é escassa. Por isso a tendência é que o jornal continue apenas no mundo digital e, se isto ocorrer, é natural que a equipe seja reduzida”. O profissional lamenta que a empresa não dê informações precisas à redação. “Eu fiquei sabendo das negociações do Grupo Jaime Câmara com o Grupo Zahran por reportagem do Jornal Opção”, afirma. “Na redação, nem os editores sabiam o que estava acontecendo. Não sabiam que o negócio havia começado e tampouco que as negociações, de repente, haviam sido interrompidas.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.