Os jornais de Brasília, como de resto quase todos os jornais patropis, estão em crise. A edição impressa do “Jornal de Brasília” circula de segunda a sexta-feira. No sábado e no domingo, a prioridade é a edição digital. Motivo principal da crise: o governador Rodrigo Rollemberg (PPS), alegando que o antecessor deixou os cofres vazios e com variadas dívidas, não está anunciando como na época das vagas ditas gordas.

O “Jornal de Brasília” está sendo preparado para ser posto à venda, comenta-se no mercado do Distrito Federal.