Euler de França Belém
Euler de França Belém

Martins Fontes relança o excelente livro “Morte e Vida de Grandes Cidades”, de Jane Jacobs

Reprodução

Reprodução

Um livro notável está sendo relançado no Brasil — “Morte e Vida de Grandes Cidades” (Martins Fontes, 510 páginas, tradução de Carlos S. Mendes Rosa), de Jane Jacobs — e deveria ser lido e relido pelos possíveis candidatos a prefeito de Goiânia: Iris Rezende, Waldir Soares, Vanderlan Cardoso, Luiz Bittencourt, Giuseppe Vecci, Luis Cesar Bueno (ou Adriana Accorsi), Virmondes Cruvinel (ou Francisco Júnior) e Lucas Calil. Trata-se uma radiografia ampla do que é a cidade.

A editora sintetiza, de maneira pálida, a obra: “Jane Jacobs procura escrever sobre o que torna as ruas seguras ou inseguras; sobre o que vem a ser um bairro e sua função dentro do complexo organismo que é a cidade; sobre os motivos que fazem um bairro permanecer pobre enquanto outros se revitalizam; sobre os perigos do excesso de dinheiro para a construção e sobre os perigos da escassez de diversidades”. “The New York Times Book Review” publicou a respeito: “Talvez a obra mais influente da história do urbanismo… uma obra literária”. Com literária se quer dizer que é muito bem escrita e imaginada.

Há vários livros instigantes sobre cidades, como “As Cidades dos Sonhos — Desenvolvimento Urbano em Goiás” (Editora UFG, 254 páginas), organizado pelos professores da Universidade Federal de Goiás Nars Chaul e Luís Sérgio Duarte, “A Justiça Social e a Cidade” (Hucitec, 291 páginas, tradução de Armando Corrêa da Silva), de David Harvey, e “Cidade Modernista — Uma Crítica de Brasília e Sua Utopia” (Companhia das Letras, tradução de Marcelo Coelho, 362 páginas), de James Holston.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.