Euler de França Belém
Euler de França Belém

Maju Coutinho brilha no Jornal Hoje e errinhos não empanam brilho de seu profissionalismo

O fato é que a jornalista conquistou um espaço importante, graças ao seu talento e, também, à simpatia à flor da pele

A jornalista Maria Júlia Coutinho inventou a moça do tempo não-fleumática e não-glacial. Ela apresentava as notícias com certo humor, charme (“it”, nos tempos de antanho) e precisão. Não melhorava nem piorava o tempo, claro, mas levou o telespectador a prestar atenção no assunto, que, antes, parecia decorativo. Maju “despertou” o país, por sua competência e simpatia, e criou um tripé no “Jornal Nacional”: William Bonner, Renata Vasconcellos e ela.

Aos poucos, começou a ser observada com atenção pelos chefes do jornalismo global, que perceberam que na mina interna havia um diamante — que só precisava ser lapidado. Maju Coutinho ganhou espaço, passou a ter interlocução mais forte com William Bonner e Renata Vasconcellos e conquistou o país. Pode-se sugerir, sem exagero, que iluminou o jornalismo da TV Globo.

Maria Júlia Coutinho: nasce uma estrela no jornalismo da TV Globo | Foto: Reprodução

Mesmo permanecendo como moça do tempo, no “Jornal Nacional”, Maju Coutinho foi escalada para apresentar o “Jornal Hoje” nas edições de sábado. Começou com certo nervosismo, mas firmou-se. Já estava bem à vontade quando nova mudança, a saída de Dony de Nuccio e, em seguida, de Sandra Annenberg — escalada para apresentar o “Globo Repórter”, pois Sérgio Chapellin decidiu aposentar-se, aos 78 anos —, guindou-a ao posto de apresentadora titular do “Jornal Hoje”.

Apresentar um jornal televisual parece fácil, sobretudo para jornalistas de veículos impressos — que tendem a acreditar que o apresentador é mero ledor de notícias, mas não é só isto. A apresentação é uma especialização do jornalismo e encontrar o tom apropriado para expor notícias condensadas, com certa dramaticidade trágica ou, por vezes, cômica, é menos simples do que parece à primeira vista. Maju Coutinho, agora em tempo integral no “Jornal Hoje”, está encontrando o seu tom, pois, apesar da disciplina gerada pelo profissionalismo, cada jornalista tem um ritmo, uma maneira de apresentar (William Bonner, o melhor apresentador da tevê patropi, e a competente Renata Vasconcellos são muito diferentes mas se complementam).

Sites sobre jornalismo, cada dia mais de entretenimento e, até, de fofoca — a ombudsman da “Folha de S. Paulo” deveria observar a falta de limite de um ou dois blogs do UOL (às vezes divulgam, citando fontes nebulosas, intrigas e maledicências como se fossem informações) —, apontam que, “nervosa”, Maju Coutinho tem cometido erros. Na verdade, são problemas pontuais e irrelevantes, que não comprometem as notícias. Devem ser corrigidos? Sim, mas sem excesso.

O fato é que Maju Coutinho conquistou um espaço importante, graças ao seu talento e, também, à simpatia à flor da pele (mas, como se sabe, beleza e simpatia, se não estiverem acompanhadas de competência, não ajudam em nada). De fato, faltam alguns ajustes, mas, para quem começou agora, com uma responsabilidade extrema — portanto, sob pressão intensa —, a jornalista está se saindo muito bem. Note-se, por fim, que não foge dos desafios propostos pela Globo.

2 respostas para “Maju Coutinho brilha no Jornal Hoje e errinhos não empanam brilho de seu profissionalismo”

  1. ANGELA C. SOUZA disse:

    MAJU,VOCÊ É O MÁXIMO. UMA MULHER LINDA,SIMPÁTICA E MUITO INTELIGENTE.PARABÉNS ! CONTINUE FAZENDO O JORNAL HOJE,LÍDER DE AUDIÊNCIA,POIS O POVO TE ADORA.VOCÊ SOUBE CHEGAR.ERRATAS NÃO SÃO ERROS.CUIDADO COM A INVEJA.MUITOS BEIJOS,SOU SUA FÃ.

  2. Geraldo Vicente de Arruda disse:

    Maju sinônimo de competência, talento, simpatia, não tem palavras para descrever essa linda repórter. É GLOBAL mesmo.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.