Euler de França Belém
Euler de França Belém

Livro narra a perseverança de Inezita Barroso no limbo da MPB

Iúri Rincon Godinho

INEZITA BARROSO

A história da música popular brasileira de raiz, com seus encantos e dificuldades. Assim poderia ser resumido “Inezita Barroso — Rainha da Música Caipira”, do jornalista Carlos Eduardo Oliveira, mas narrado em primeira pessoa por Inezita, com prefácio do cantor Daniel.

Uma das mais autênticas artistas da música brasileira, ela conta em detalhes os entraves para perseverar em uma área às vezes tão relegada pelo mainstream, como as canções de raiz — aquelas que dormem no limbo entre as breganejas das rádios e a MPB mainstream. Mais do que isso, a obra é uma peça de resistência de seu programa “Viola, Minha Viola” (TV Cultura), no ar desde os anos 80, sempre apostando em talentos regionais da autêntica música caipira.

Com uma vida dedicada à música, Inezita relata casos com Silvio Santos, o presidente Juscelino Kubitschek, Luiz Gonzaga, Cauby Peixoto, Mazzaropi e Hebe Camargo, dentre outros: inclui até a incrível história de como a dupla Roberto e Erasmo, nos tempos da Jovem Guarda, ao mesmo tempo destruíram a carreira e salvaram Inezita, que sobreviveu dando aulas de violão.

A artista, que trabalhou também em vários filmes, faz uma dura crítica à indústria fonográfica, afirmando que a pirataria sempre existiu. Certa vez ela comprou 100 discos para dar de presente e, no acerto com a gravadora, constava apenas a venda de 21 unidades. Sem falar nas coletâneas vendidas fora do Brasil e das quais ela nunca recebeu.

Parece que a história mais interessante não chegou ao livro. Aquela que contaria como uma mulher libertária sobreviveu no mundo caipira machista e povoado de homens nos anos 50 e 60. Talvez o maior mérito da obra seja ter sido editado pela goiana Editora Kelps, em uma edição que, se não encanta, também não fará feio nas livrarias.

Iúri Rincon Godinho é publisher da Contato Comunicação, escritor e pesquisador da história de Goiás.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.