Euler de França Belém
Euler de França Belém

Livro de Pedro Herz é uma “biografia” (e um pouco mais) da Livraria Cultura

A Cultura, como melhor livraria do Brasil (a Livraria da Vila, a Livraria Travessa e a Livraria Martins Fontes aproximam-se de sua qualidade), precisa ser biografada de maneira independente. Enquanto não é, vale a pena ler o livro “O Livreiro” (Planeta, 240 páginas), de Pedro Herz. Ainda não li, mas já entrou para minha lista penelopiana.

Release da editora: “Impulsionada pela necessidade de complementar a renda da família, Eva Herz — imigrante judia que veio para o Brasil fugindo da perseguição nazista — decidiu investir na compra de alguns best-sellers para alugar a seus compatriotas alemães em São Paulo. A engenhosa iniciativa deu origem, em 1947, à Biblioteca Circulante, que posteriormente se estabeleceria no cenário nacional como Livraria Cultura, marco artístico e cultural da cidade e referência quando o assunto é leitura.

“Em O livreiro, Pedro Herz, filho mais velho do casal Eva e Kurt, faz um relato biográfico de como a família se firmou na nova cidade e, mais do que isso, fundou a livraria de maior pulsação cultural do país. Uma história de empreendedorismo que rendeu a Pedro experiências marcantes — como conhecer o pai de Anne Frank durante os anos em que viveu na Suíça; ter o ‘poetinha’ Vinicius de Moraes autografando o livro ‘Falso Mendigo’ em um engraçado episódio que se deu em 1978; além de vivenciar umas das mais significativas manifestações da sociedade civil brasileira pelo fim do regime militar durante o lançamento, na Livraria Cultura, da obra ‘O que é isso companheiro?’ [do jornalista e escritor Fernando Gabeira].

“Um livro inspirador, que apresenta a trajetória admirável do empreendedor cultural Pedro Herz, e vai além, promovendo importantes reflexões sobre o futuro da leitura no Brasil e sobre a história de uma livraria que, nas palavras do escritor e jornalista Ignácio de Loyola Brandão, ‘só São Paulo faria’.”

“Imperdível”, como dizem o crítico literário Marcelo Franco, conhecido como príncipe do Facebook, e o jornalista e escritor Iúri Rincon, o rei das redes sociais.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors
ADALBERTO DE QUEIROZ

A nova livraria de nossa cidade (Palavrear). No próprio Facebook, o jovem livreiro Wilson Rocha prometeu encomendar a obra citada. Não gastem com frete, portanto, Marcelo, Euler e Rincon Godinho.

NILSON GOMES JAIME

Notável que o livro “O que é isso, companheiro?” não foi uma edição da Livraria Cultura, mas da Codecri, ligada ao tabloide “O Pasquim”. Codecri, de acordo com o cartunista Henfil, significa Companhia de Defesa do Crioléu (seja lá o que isso signifique). Isso torna o lançamento do livro na Livraria Cultura algo mais notável. Um manifesto pela liberdade de expressão, no mínimo.