Euler de França Belém
Euler de França Belém

Lima Duarte grava vídeo e diz que não tem a coragem do ator Flavio Migliacio

O ator diz que entende o colega, que desistiu de viver, mas afirma não ter a mesma coragem

“Os que lavam as mãos o fazem numa bacia de sangue” é um trecho da peça “Os Fuzis da Senhora Carrar”, do dramaturgo alemão Bertolt Brecht.

A frase dita pelo ator Lima Duarte, de 90 anos, num vídeo em que, mesmo dizendo “entender”, lamenta a morte do ator Flavio Migliacio, seu amigo. O artista morreu, aos 85 anos, sugerindo que havia desistido de viver no (e por causa da situação do) país.

Lima Duarte e Flavio Migliacio: grandes atores | Foto: Jornal Opção

Lima Duarte começa o vídeo postulando que a colonização cultural permanece no Brasil. Ele, Flavio Migliacio e Augusto Boal, entre outros, insurgiram-se contra isso, há várias décadas, e decidiram pôr em cena, no palco, o homem brasileiro (sua alma) — com seu “jeitão” . Com paixão, frisa Lima Duarte, eles conseguiram mostrar que o universal começa na aldeia e que, para conhecer o global, é preciso entender a província e exibi-la na arte. O Teatro de Arena foi a base dos atores e de diretores atentos à especificidade do país.

“Eu te entendo”, frisa Lima Duarte.

O ator conta que, depois de 1964, as Veraneios da polícia do delegado Sérgio Paranhos Fleury passavam pelos teatros “colhendo” os artistas que os agentes da repressão consideravam “rebeldes”, ou melhor, “revolucionários”. Um dia, quando a Veraneio despontou, Lima Duarte disse para os colegas e amigos de teatro: “Eles vieram buscar o Ariclenes”. Sim, Ariclenes Venâncio Martins é o nome de registro civil de Lima Duarte.

Levaram Lima Duarte, que, colocado numa sala lúgubre do Dops, foi ouvido por Sérgio Fleury e por seu assistente, Romeu Tuma. “Dois cavalheiros”, afirma o ator, com ironia.

“Eu te entendo”, repete Lima Duarte. O ator diz que apreciava até as “piadas horrorosas” de Flavio Migliacio.

Agora, frisa Lima Duarte, “eu tenho 90 anos, e você tinha 85 anos”. Estão promovendo a “devastação” dos velhos, afirma o ator. “Não podemos mais.” Não fica claro se tem a ver apenas com a pandemia do novo coronavírus e o autoritarismo do presidente Jair Bolsonaro. A TV Globo também está rescindindo os contratos de seus atores mais velho, como Stenio Garcia, de 87 anos.

“Não tive a sua coragem”, afirma Lima Duarte. “Vamos nos encontrar logo.” Sublinhou que vai se encontrar com Flávio Império, Augusto Boal e Flavio Migliacio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.