Euler de França Belém
Euler de França Belém

Ligação com o russo Vladimir Putin pode levar Donald Trump à renúncia ou ao impeachment

O presidente republicano é durão, mas as leis são rigorosas na terra do juiz John Sirica. Numa democracia, ninguém está acima da lei, nem o presidente da República

Fotos: Juan Tena/SIG e reprodução

Trump cheira a Nixon — O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, está fedendo ou cheirando a Richard Nixon. Depois de um enfrentamento com a imprensa, sobretudo com o “Washington Post” e o “New York Times”, o republicano renunciou, em 1974, para evitar o impeachment. O gestor atual, igualmente republicano, mantém uma relação complexa com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. Até seu genro Jared Kushner mantinha ligação com os russos.

Que há alguma coisa errada, há. Não se sabe, com precisão, o quê. O ex-agente da KGB teria “colaborado” para derrotar Hillary Clinton, dando informações privilegiadas ao seu rival, e agora estaria recebendo compensações? Num contencioso cada vez mais acentuado com a imprensa — de novo, o “Post” e o “Times” estão na linha de frente —, não será nenhuma surpresa se, em certo momento, Donald Trump sofrer impeachment ou, então, renunciar. Ele é durão, mas as leis, sua aplicação, são rigorosas na terra do juiz John Sirica. Numa democracia, como a americana, ninguém está acima da lei — nem o presidente da República.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.