O leitor Carlos Humberto Costa pergunta: “Procede que há em Goiás jornalista bissexto?” Envio um e-mail e explico que não entendi a pergunta ou brincadeira. O leitor acrescenta: “Quero saber se procede que há jornalista em Goiás que escreve um artigo num ano e passa outro ano sem escrever?”

Respondo que, embora não saiba responder à indagação, vou ficar de olho. Outro leitor, Arthur de Lucca, costuma dizer que, no Pop, alguns jornalistas escrevem um artigo por mês. “Estourando.”

Noutro e-mails, Carlos Humberto, que se apresenta como professor de inglês, sublinha que, no Pop, os principais articulistas não são de Goiás. Procede. O “Pop” reproduz o provincianismo de avaliar que opiniões sobre a política e a economia nacional só podem ser formuladas por jornalistas de São Paulo e Rio de Janeiro.