Euler de França Belém
Euler de França Belém

Leitor brasileiro poderá comprar o Charlie Hebdo na segunda-feira. E no Brasil. Mas em francês

O jornal satírico, que mostra o profeta Maomé dizendo “Je suis Charlie”, e com a frase “Tudo será perdoado”, será vendido em livrarias e bancas

A edição histórica do “Charlie Hebdo”, publicada depois do massacre de alguns de seus principais colaboradores — dez pessoas foram assassinadas por terroristas árabes —, chega ao Brasil na segunda-feira, 26. Em francês.

Dez mil exemplares serão comercializadores — a R$ 29,90 (prepare-se para o câmbio negro) — nas livrarias Saraiva, Cultura e Fnac e bancas de São Paulo, Rio de Janeiro e mais 15 capitais. Como a edição é pequena, quem conseguir comprar um exemplar entrará para a cota dos felizardos. É provável que os jornais não cheguem à maioria dos Estados — esgotando-se em São Paulo e Rio de Janeiro.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.