Euler de França Belém
Euler de França Belém

Justiça autoriza recuperação judicial do jornal Diário da Manhã

Agora a Unigraf vai apresentar seu plano de recuperação e as ações e execuções ficam suspensas por 60 dias

Batista Custódio, editor geral do Diário da Manhã, com o prefeito eleito de Goiânia, Iris Rezende, e com o senador Ronaldo Caiado

Batista Custódio, editor geral do Diário da Manhã, com o prefeito eleito de Goiânia, Iris Rezende, do PMDB, e com o senador Ronaldo Caiado, do DEM | Foto: Diário da Manhã

A Justiça acolheu o processamento da recuperação judicial do “Diário da Manhã”. O juiz Otacílio de Mesquita Zago, da 13ª Vara Cível e Ambiental de Goiânia, cobrou que a empresa Unidas Gráficas e Editora Ltda. (Unigraf), que edita o jornal, apresente, no prazo máximo de sessenta dias, o seu plano de recuperação judicial.

Júlio Nasser é o presidente do jornal "Diário da Manhã" | Foto: Diário da Manhã

Júlio Nasser é o presidente do jornal “Diário da Manhã” | Foto: Diário da Manhã

O especialista em administração de empresas Leonardo de Paternostro foi indicado pelo juiz Otacílio de Mesquista Zago como administrador judicial. As ações e execuções contra o “Diário da Manhã” estão suspensas por 180 dias. Se tiverem alguma objeção ao plano aprovado pela Justiça, os credores devem se manifestar em trinta dias — em seguida à publicação do edital.

O “Diário da Manhã” é gerido por Júlio Nasser, o presidente da empresa, e Batista Custódio, na área editorial.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.