Euler de França Belém
Euler de França Belém

Jornalista de Brasília posta foto no Facebook e sofre ataques racistas. Mas é defendida pela maioria

Racismo: jornalista Cristiane Damacena é negra, jovem e linda | Foto: Reprodução/Facebook

Racismo: jornalista Cristiane Damacena é negra, jovem e linda | Foto: Reprodução/Facebook

A jornalista Cristiane Damacena é negra, jovem e linda. Cabelos curtos, dentes bonitos, bela expressão facial, elegância tipicamente natural, ar de inteligência visceral e, ao mesmo tempo, doce. Enfim, muito mais bonita do que várias modelos internacionais. É dessas mulheres que todos param para olhar. Depois, quando passam, as pessoas (homens e mulheres) dão uma olhadinha por cima dos ombros, para ver mais uma vez. Porque deixam saudade nos olhos. A repórter, talvez para homenagear sua beleza — o que é belo é para ser visto e mostrado —, postou sua fotografia no Facebook. De repente, começaram a atacá-la. A linguagem dos que a agrediram é chula — configurando racismo, mas sobretudo brutalidade, às vezes mais gratuita do que sistemática e sistêmica. “Macaca feia da porra”, “escrava”, “sorriso de merda” e “modelo de senzala só se for”.

Apesar da bestialidade dos que atacaram Cristiane Damacena, os elogios foram rápidos e em maior número e, sobretudo, os textos foram em geral mais consistentes. Disseram: “Que linda”, “Cristiane, minha flor, você é linda; comentários racistas devem ter sumido no meio de tantos elogios. Mas não baixe a cabeça”, “Que linda”, “Belíssima”, “Linda, muito mais do que muitos ‘brancos’. Tanto que são tão ignorantes que nem percebem que, por serem latinos, também sofrem preconceito. Você é linda por dentro e por fora”, “Olha, não permita que esses indivíduos (nem vou usar o termo pessoa) tirem sua alegria ou a afetem, seja qual for a forma. Você sabe que é linda, é talentosa, tenho certeza que é boa gente também. Essas coisas aí devem morar com os pais, são um bando de desempregado e mal amado, que procuram forças em outras pessoas, mas de maneira negativa. Quero ver procurar força no xadrez!”

Se há racismo, sistêmico ou não, há também forças contrárias rápidas e duras contra o preconceito racial. A sociedade brasileira reage ao racismo — é o que se depreende.

Ainda sobre a beleza. Na verdade, não é a beleza que está em questão. Pois, se fosse feia, Cristiane Damacena continuaria merecendo o respeito de todos.

9 respostas para “Jornalista de Brasília posta foto no Facebook e sofre ataques racistas. Mas é defendida pela maioria”

  1. Avatar Maria Guerreiro Ramos disse:

    cuidado voces sem noçao que descreminam uma pessoa de cor nao sei noque ela e diferente de voces ela e muito bela meu esposo e filho de alemao e diz nao troco certos chokitos por certos brancos

  2. Avatar Gabriel Freitas disse:

    Esse dia foi louco

  3. Avatar Habib's Brasil. disse:

    Malditos racistas! Este grupo Cogu tem que acabar e o mandante destes ataques, Kaique Batista, tem que ser preso imediatamente, junto com os outros que participaram.

  4. Avatar Ariel santos disse:

    Que ridículo! Quem é o IDIOTA que disse que não existe racismo no Brasil? O politicamente incorreto está destruindo a humanidade com tanta estupidez

    • Avatar Epaminondas disse:

      Porque há ainda uma idiotice tão grande quanto em curso: Qualquer crítica às políticas raciais são tratadas como promovendo o racismo.

      É danoso porque quem se diz movido pela inclusão pode agir sem qualquer limite, porque ninguém se atreverá a ficar no caminho por medo de ser tratado de “privilegiado” até “racista”.

      Algumas políticas de inclusão são visíveis a qualquer que se tratam de reforço de ideias raciais. As pessoas promovem por causa da ingênua ideia que se reverter o fluxo do preconceito, isto trará justiça social. Isto, me desculpe, é socializar a injustiça.

      Precisamos reparar injustiças históricas? Sim. Isto através de igualdade de oportunidades. Uma coisa complexa que toda democracia moderna ainda tem dificuldade de implementar soluções. Aqui no Brasil, com nossa urgência para reparar erros que duram séculos, meramente mudamos o sentido do preconceito e passamos a achar que é solução.

      Sobre o episódio acima, o pessoal trata como questão racial o que é mera idiotice. Mas como eles ainda não encontraram uma rotulação que se encaixe na agenda política para “comportamento idiota”, taxam com uma que encontraram, “racismo”.

  5. Avatar Robson Crivelaro disse:

    POR FAVOR, poderiam me informar o que precede está notícia? Por pior que o mundo esteja, ainda não acredito que 15mil imbecis ataquem alguem de graça.

  6. Avatar Matthew Wiliams Parker disse:

    tanto cogu quanto que loucura vão se dar mal casa tá caindo racistas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.