Euler de França Belém
Euler de França Belém

Jornalista do alto clero da TV Anhanguera no Tocantins também recebe de órgão público

Advogado frisa que regras do Grupo Jaime Câmara não valem para o Tocantins. Mas há funcionários sendo pressionados a deixar o segundo emprego

Um advogado envia um comentário curioso para a redação: “Li, no Jornal Opção, que um jornalista foi demitido pela TV Anhanguera, afiliada da TV Globo, porque mantinha contrato com um órgão do governo do Estado de Goiás. Porém, se a regra vale para Goiás, não vale para o Tocantins. Neste Estado, a mulher de um diretor do Grupo Jaime Câmara — ela também funcionária da empresa, em cargo de proa — foi nomeada para um cargo no Tribunal de Justiça com salário de 10 mil reais”.

O advogado enviou a cópia da nomeação da jornalista. Ele acrescenta que funcionários com duplo emprego estão sendo pressionados a deixar o Grupo Jaime Câmara ou a abandonar o segundo emprego.

Deixe um comentário