Euler de França Belém
Euler de França Belém

João Caetano, Marcelo Barra, Fernando Perillo e José Eduardo “recriaram” a música popular em Goiás

Livro do jornalista e pesquisador Iúri Rincon mostra que os quatro mosqueteiros revolucionaram a música popular no Estado e conquistaram o país

O jornalista, escritor e pesquisador Iúri Rincon Godinho conseguiu um feito: prova, por a mais b, que a música dita goiana — ou brasileira produzida em Goiás — deu certo, muito certo. Mais: conquistou o país, e detalhe: pela qualidade. João Caetano, Fernando Perillo, Marcelo Barra e José Eduardo Morais — assim como os músicos Bororó e Ricardo Leão — brilharam no Rio de Janeiro e outros Estados. João Caetano, José Eduardo Morais e Marcelo Barra se tornaram estrelas musicais de novelas globais.

Fernando Perillo e João Caetano e Marcelo Barra e José Eduardo Morais | Fotos: Divulgação

Parte da história da música popular dos goianos é contada, com detalhes deliciosos — no estilo de Ruy Castro —, no belo livro “Fernando, João, Marcelo e a Geração Que Fez da Música Goiana Sucesso Popular”, de Iúri Rincon Godinho. O curioso, e o pesquisador registra muito bem, é que, depois de vencer, os artistas continuam criando música de alta qualidade. A arte deles está em andamento e em processo de refinamento. José Eduardo Morais e Otávio Daher (letrista excepcional) morreram há pouco tempo.

Fernando Perillo e José Eduardo Morais | Foto: Arquivo dos artistas

Outra revelação: na luta para manter a qualidade de sua arte, os cantores, compositores e músicos goianos decidiram não fazer concessões. Quando a Globo quis folclorizar João Caetano, inclusive na vestimenta, o artista disse “não”. E acabou por respeitado.

Pesquisador habilidoso, com um texto fluente e vivo, Iúri Rincon mostra também que os goianos mantiveram contatos com músicos de outras regiões. Um deles é Ivan Lins. Antônio Adolfo despertou Fernando Perillo para a profissionalização e independência do artista. É valioso o resgate do papel do maestro José Eduardo Morais (que poderia ter ficado na Globo, mas optou por voltar para Goiás) na sofisticação da música dos goianos.

Otávio Daher e João Caetano | Foto: Arquivo dos artistas

A história dos festivais em Goiás — o Comunica-Som — é contada de maneira ampla e prazerosa. Iúri Rincon Godinho mostra a importância do rádio (como a Araguaia) para a divulgação e aceitação dos artistas locais. Peninha, por exemplo, foi um dos principais vulgarizadores da música de Fernando Perillo, Marcelo Barra e João Caetano. Ele sacou a qualidade do trio e o divulgou.

Durante o lançamento do livro, Fernando Perillo e João Caetano vão fazer um pocket-show com as músicas da época, como a celebrada “Saudade Brejeira”, de José Eduardo e Nasr Chaul (um dos grandes letristas da geração), que foi gravada por Caetano Veloso.

Serviço

Lançamento do livro “Fernando, João Marcelo e a Geração que Fez da Música Goiana Sucesso Popular”, do jornalista Iúri Rincon Godinho – 280 páginas, capa dura

Preço: R$ 70

Local: Cifarma – BR 153, Km 5,5, Jardim Guanabara, Goiânia — Waze: Cifarma

Dia: quinta-feira, 28

Horário: 20h

Uma resposta para “João Caetano, Marcelo Barra, Fernando Perillo e José Eduardo “recriaram” a música popular em Goiás”

  1. Avatar PEDRO SILVEIRA PIRES disse:

    Deve ser um ótimo livro para se ler, pois narra a história desses goianos que despontaram e levaram nossa cultura para todo o Brasil.

    Pedro Silveira Pires – Escritor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.