Marcelo Mariano
Marcelo Mariano

Jair Bolsonaro, que divulga informações oficiais pelo Twitter, pode bloquear jornalistas?

Presidente eleito proibiu três profissionais do site “The Intercept Brasil” de verem os seus tuítes

Reprodução/YouTube

Não é novidade que o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), tem atritos com a imprensa. Ele costuma classificar como notícias falsas matérias de grandes jornais que falam sobre o seu futuro governo e prefere divulgar informações oficiais pelas redes sociais.

No último dia 22, o próximo presidente do Brasil se incomodou com alguns jornalistas e decidiu bloqueá-los no Twitter. Todos eles são do mesmo veículo de comunicação, o site “The Intercept Brasil”, do jornalista americano Glenn Greenwald, que venceu o Prêmio Pulitzer — considerado o Oscar do jornalismo — por revelar os casos de espionagem da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos (NSA, na sigla em inglês) trazidos à tona por Edward Snowden.

Os jornalistas bloqueados foram Bruna de Lara, Nayara Felizardo e Landro Demori, editor-executivo do “The Intercept Brasil” e diretor da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji).

Ora, se o presidente eleito divulga informações oficiais pelo Twitter, como pode ele querer impedir que três profissionais da imprensa acessem seu perfil na rede social? Na verdade, seria errado fazer isso com qualquer cidadão. Nos Estados Unidos, Donald Trump também bloqueou usuários do Twitter e a Justiça local determinou que o presidente americano as desbloqueasse.

O “The Intercept Brasil” é um site abertamente alinhado com a esquerda, mas, nem por isso, deixa de criticá-la. E não faz mal veículos de comunicação terem posicionamentos claros. A imparcialidade é um dos maiores mitos do jornalismo. Ela nunca existirá e não há problema algum nisso — desde que os fatos não sejam distorcidos e apenas analisados por óticas diferentes.

Jair Bolsonaro precisa lidar melhor com a mídia. Afinal, como diria o ex-primeiro-ministro britânico Winston Churchill — repetir esta frase nunca é demais —, um político brigar com a imprensa é como um marinheiro brigar com o mar.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Jorge

Apesar dele ser o Presidente eleito, a conta do Twitter pertence a ele, ele bloqueia quem ele quiser, vai me dizer que vc, que escreveu essa matéria, nunca bloqueou ninguém? Palhaça isso, não tem o que falarem do Bolsonaro, aí ficam caçando qualquer coisa no intuito de aparecerem.