Euler de França Belém
Euler de França Belém

Homem diz que precisa de dinheiro pra pagar aluguel e filho afirma que família tem casa própria

Catador de papel põe filhos — bem cuidados — para pedir dinheiro e alimentos nas ruas e lojas de Goiânia

Estou na porta de uma papelaria, na Avenida T-63, quando sou abordado por um menino rechonchudo, que me pede dinheiro para comprar lanche. Um pouco atrás, estão seu pai, catador de papel, e duas meninas. Pergunto ao menino onde mora e ele diz que no Setor Pedro Ludovico.

Indago se o imóvel é próprio, e ele diz que “sim”. Cadê sua mãe? Ele responde: “Está em nossa casa”. Dona de casa? “Sim.”

Quando o catador de papel aproxima-se com seu “carro”, que não é daqueles puxados por cavalo, percebo que há um papelão com os seguintes dizeres: “Preciso de dinheiro para pagar o aluguel. Por favor, me dê uma ajuda”.

Adiante, as meninas entram numa lanchonete e saem de lá com pedaços de bolo, que repartem com o pai e o irmão. As crianças estão limpas e bem vestidas e calçadas. Os dentes frontais dos três meninos são perfeitos — não pude ver os do pai. A família é simpática e educada.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Fabrício Valle

Catador profissional de papel e material reciclável chega a ganhar mais que muitos trabalhadores com carteira assinada. Hoje em dia já vejo jovens com motos e uma carretinha acoplada catando latinhas de refrigerante e cerveja por aí.