Euler de França Belém
Euler de França Belém

A história de Manuel Madruga, um self made man cego

Iúri Rincon Godinho

10620847_696482153761764_30530326_n“Manuel Madruga — Outros Olhares”, do poeta, escritor e biógrafo Ubirajara Galli, é a segunda biografia de Manuel Madruga, jovem empreendedor que ficou cego aos 26 anos e mesmo assim fundou um mini império de venda de tecidos, o Tecidos Tita — hoje uma grande empresa com ramificações em diversos Estados. Trata-se de um self made cego.

Sujeito prático, Manuel Madruga se adaptou bem e sem lamúrias com a cegueira ainda jovem. Adorava livros, a ponto de contratar uma pessoa apenas para ler para ele (como o escritor argentino Jorge Luis Borges, que teve entre seus leitores Alberto Manguel).

Manuel Madruga tratava empregados como familiares e a empresa como sua casa, mais ou menos como Jaime Câmara (fundador do Grupo Jaime Câmara) fazia.

Sempre alinhado e bem-vestido, o português Manuel Madruga nunca perdeu as raízes lusitanas e, apesar deste livro de Ubirajara Galli, ser correto, Goiás ainda deve uma biografia à altura do personagem.

Iúri Rincon Godinho é publisher da agência Contato Comunicação.

2 respostas para “A história de Manuel Madruga, um self made man cego”

  1. Avatar Rodrigo Pysklyvicz disse:

    Olá, aproveitando o assunto, gostaria de saber se “self made man” só pode ser aplicado para mega empresários, ou para quem conseguiu montar sua pequena empresa também.

  2. Avatar manoel lazaro pereira de souza disse:

    quando minha ex leu isso foi na delegacia deu parte de mim ,e nos separamos para sempre,acredite se quiser mano!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.