Euler de França Belém
Euler de França Belém

Heróis da Noruega impediram Hitler de ter a bomba atômica

Líder nazista poderia ter construído a bomba atômica antes dos americanos, o que mudaria o resultado da Segunda Guerra Mundial

Sem a bomba atômica, o führer Adolf Hitler fez um estrago na Europa, invadindo vários países, inclusive as poderosas França e União Soviética, e acossando a Inglaterra de Winston Churchill. Até 1943, pelo menos, a Ale­ma­nha era a grande vitoriosa da Segunda Guerra Mundial. Como a união faz a força, os nazistas acabaram sendo vencidos. Se tivesse a bomba atômica, o führer teria dominado o mundo, pois não hesitaria em usá-la contra seus principais adversários, como ingleses, soviéticos e americanos.

Por que, se tinha uma ciência avançada, a Alemanha não conseguiu construir a bomba atômica? Há os que dizem que parte de seus principais cientistas saiu do país — expulsa, por ser judia, ou por não aceitar as regras do totalitarismo nazista — e isto teria travado o desenvolvimento da pesquisa nuclear. De fato, cientistas alemães contribuíram para a criação da bomba atômica dos Estados Unidos. O livro “A For­taleza de Inverno — A Missão Épica Para Sabo­tar a Bomba Atômica de Hitler” (Objetiva, 447 páginas, tradução de Cássio de Arantes Leite), do jornalista Neal Bascomb, conta outra história, tratada de maneira episódica noutros livros.

O cientista norueguês Leif Tronstad, tido como brilhante, escapa para Londres e informa aos Aliados que Hitler estava preparando a bomba atômica e, para tanto, contavam com físicos competentes e urânio. Mas faltava “água pesada”, cuja produção se dava na fábrica de Norsk Hydro, em Vemork, na Noruega, ocupada pelas tropas de Hitler. “Era nessa usina, escondida nos recessos profundos da acidentada paisagem selvagem norueguesa, que os Aliados acreditavam residir a tênue linha que separava a vitória da derrota”, afirma Neal Bascomb.
Vários homens tentaram explodir Vemork, mas morreram sob fogo dos experimentados militares alemães. Em seguida, nove noruegueses heroicos, vestindo trajes britânicos, entraram na usina e cumpriram a missão. A Alemanha não conseguiu ter a sua bomba atômica e os Aliados ganharam a batalha. Mesmo sem a bomba, ingleses, soviéticos e americanos — com o apoio de poloneses, franceses, brasileiros — tiveram uma dificuldade imensa para vencer os homens bem treinados de Hitler.

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Marcelo Borba

Ainda não pude ler esse livro, mas despertou interesse, pois conheço a história e creio que neste livro possa ter alguma informação a mais… Creio que muitos desconhecem essa parte da história da Segunda Guerra…