Globo demite repórter que trabalhava na rede havia 32 anos

“Sou muito grato à Globo e lamento que seja assim. Mas a gente precisa estar preparado para a realidade das empresas”, diz Fernando Rêgo Barros

Um dos mais importantes repórteres da televisão brasileira, Fernando Rêgo Barros, foi demitido pela TV Globo.

Rêgo Barros trabalhou no “Jornal Nacional” e no “Jornal da Globo” durante 32 anos.

Numa mensagem aos colegas de redação, Rêgo Barros escreveu: “Amigos, chegou a minha vez. Depois de 32 ano, estou sendo desligado da empresa onde aprendi quase tudo o que sei de jornalismo. E, claro, onde fiz muitos amigos, seja aqui [Brasília] ou no Recife, onde trabalhei, seja no Rio ou em São Paulo, onde a convivência diária (mesmo que virtual) também foi intensa”.

Fernando Rêgo Barros: ex-repórter da TV Globo | Foto: Reprodução

Rêgo Barros frisou: “Sou muito grato à Globo e lamento que seja assim. Mas a gente precisa estar preparado para a realidade das empresas. Não sou muito de despedidas e gostaria de poder falar bem mais. Mas a cabeça está um turbilhão, admito. Espero não perdermos o contato. Sintam-se abraçados e beijados (apesar da pandemia)”.

Ante o quadro de dificuldades da comunicação moderna, com audiência em baixa — dada a extrema competição, com ampla oferta de produtos (jornalismo e entretenimento) —, a empresas de comunicação, como a Globo, estão contendo despesas. Daí as demissões frequentes de funcionários, sobretudo dos mais antigos de casa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.