Globo demite chefe de jornalismo investigativo que é suspeito de corrupção

Ângelo Ribeiro de Almeida Jr., acusado de corrupção pelo Ministério Público, disse que uma parte do dinheiro era para o jornalista Tyndaro Menezes

De jornalista investigativo a investigado: eis a nova situação do jornalista Tyndaro Menezes, demitido do cargo de chefe do Núcleo de Jornalismo Investigativo da TV Globo na quarta-feira, 18. A rede da família Marinho confirmou a demissão, por intermédio de uma nota: “O profissional citado não está mais na empresa. A Globo não comenta questões relacionadas a Compliance. Reitera que tem um Código de Ética, que deve ser seguido por todos os colaboradores, e uma ouvidoria pronta para receber quaisquer relatos de violação. Todo relato é apurado criteriosamente assim que a empresa toma conhecimento e as medidas necessárias são adotadas”. Não informa se fará uma investigará interna para verificar se a estrutura da Globo foi utilizada pelo jornalista para seus negócios ilícitos.

Renata Vasconcellos com o premiado jornalista Tyndaro Menezes | Foto: Reprodução

O Ministério Público do Rio de Janeiro, ao investigar Ângelo Ribeiro de Almeida Júnior (ex-titular da Delegacia Fazendária fluminense) — denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro na compra de insumos médicos —, descobriu o suposto envolvimento de Tyndaro Menezes.

Num e-mail, em que Tyndaro Menezes é citado como Tyn, Ângelo Ribeiro diz: “Mas precisei ser recepcionado pela outra ponta da operação, para com sorte, ficar com 1% do valor de nota de compra. Se ainda fosse de venda. Ah! E dividir com Tyn obviamente”. Ângelo Ribeiro diz que a parte de Tyndaro Menezes deveria ser repassada em dinheiro.

“No contexto em que fala sobre compra de insumos médicos e sobre ‘SC’ (Sergio Cortês) e família serem atravessadores de uma empresa de São Paulo, Ângelo fala que Tyndaro Menezes não integraria nenhuma empresa, mas, ainda assim, ‘seria prestigiado’”, assinala a investigação do MP.

O juiz Marcello Rubiolli, da 1ª Vara Criminal Especializada da Capital, aceitou a denúncia do Ministério Público.

Tyndaro Menezes ainda não se manifestou a respeito da denúncia. Ele é um jornalista que ganhou vários prêmios (como o Emmy), com participação em reportagens de Tim Lopes, Cristina Guimarães, Flávio Fachel e Renata Lyra.

Questionamento

Até agora, ao menos nas reportagens lidas pelo Jornal Opção, não ficou explícito qual era o papel do jornalista na suposta organização criminosa. Não se fala se era informante, se repassava documentação investigativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.