Euler de França Belém
Euler de França Belém

Documentário sobre Iris Rezende será exibido na quinta-feira, no cine Kinoplex

O prefeito de Goiânia faz política há 60 anos e é possível dizer que sua história é positiva

O documentário “Iris Rezende — Uma Vida em Movimento” será exibido na quinta-feira, 24 (data em que Goiânia completa 86 anos), às 20 horas, no cinema Kinoplex, no Goiânia Shopping. Trata-se de uma promoção da TV Record.

Nascido em 1933, Iris Rezende começou a se consagrar como prefeito de Goiânia, na segunda metade da década de 1960. A “Realidade”, a mais importante revista de grandes reportagens da época, enviou uma equipe e publicou a matéria “Nasce um líder”. Percebendo que nascia um líder, da estirpe desenvolvimentista de Juscelino Kubitschek, a ditadura civil-militar o cassou. Na época, circulavam santinhos com os dizeres: “Bom pra 70”. Ele seria candidato a governador, tido como imbatível. A ditadura, além de cassar seus direitos políticos, acabou com a eleição direta para governador.

Com a Abertura, no governo de João Baptista Figueiredo, Iris Rezende foi eleito governador, em 1982. Há 37 anos. Em seguida, foi ministro do governo de José Sarney e voltou ao governo, em 1990, derrotando Paulo Roberto Cunha, a estrela política do Sudoeste goiano. Depois, foi eleito senador e foi ministro do governo de Fernando Henrique Cardoso. Perdeu a eleição para governador, em 1998, 2010 e 2010 — as três para Marconi Perillo. Mas foi eleito, com facilidade, mais três vezes para prefeito de Goiânia.

Aos 86 anos, Iris Rezende faz política em tempo integral. Parece um garoto, o que sugere que seu principal “alimento” é a política.

O saldo político-administrativo de Iris Rezende é positivo? É. Trata-se de um modernizador, de um político que tem autoridade e, sobretudo, de um gestor eficiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.