Euler de França Belém
Euler de França Belém

“Depressão” de Dilma Rousseff sugere que não tem como escapar do cerco corrupto

A presidente Dilma Rousseff passa a impressão de que está deprimida. É uma depressão diferente, de matiz político. A presidente, mais lulista do que petista, está cercada por uma máfia de desonestidade, mas permanece honesta. Está sob cerco, não da oposição, e sim de um esquema corrupto, que não criou e não aprova. Mas do qual não pode se libertar. É prisioneira de seu governo.

Quando chorou durante a divulgação do relatório da Comissão Nacional da Verdade, que apontou crimes cometidos pela ditadura, é bem possível que a presidente, apesar da tristeza por se lembrar dos muitos amigos torturados e mortos, tenha chorado também devido à sua atuação atual. Dilma Rousseff sabe que terá de governar com os homens e mulheres possíveis, por causa das alianças políticas, e não, como queria Marina Silva, com os melhores.

Noutras palavras, Dilma Rousseff sabe que novos escândalos virão e, sobretudo, sabe que não terá muito a fazer.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Epaminondas

Se Dilma tivesse todo este caráter, teria desistido de se recandidatar. Mas manteve firme o projeto de poder do PT. Pode não concordar, mas toma parte importante. Quando a chapa esquentar, veremos ela usar o mesmo subterfúrgio do seu titereiro: “Eu nada sabia”.

Marcio Araujo

Mesmo aos mais céticos sabemos que ela não entrou nessa enganada. Temos que pagar pelas nossas escolhas.