Euler de França Belém
Euler de França Belém

Deltan Dallagnol publica livro no qual explica a importância da prova indireta

Foto: reprodução

Publicada em 2015, a obra “As Lógicas das Provas no Processo: Prova Direta, Indícios e Presunções” (Livraria do Advogado Editora, 362 páginas), de Deltan Martinazzo Dallagnol, procurador do Ministério Público Federal (MPF) e coordenador da Força-Tarefa da Operação Lava Jato, é de importância seminal. E não apenas para os profissionais da área jurídica, mas também para jornalistas, historiadores, analistas de conjuntura e demais interessados em compreender o modus operandi de investigações sobre crimes de corrupção e lavagem de dinheiro.

A obra, fruto das pesquisas que Deltan desenvolveu na Harvard Law School, para obtenção do título de “master of Laws” (mestre em Direito), tem o propósito, de “contribuir com o preenchimento de uma lacuna do estudo do processo, civil e penal, no Brasil”. A lacuna a que se refere Deltan está na falta de estudo e discussões sobre o que é a prova no âmbito jurídico, e qual é a importância da prova indireta, ou prova indiciária, em um processo. Sobretudo, em processos que julgam crimes complexos, como corrupção e lavagem de dinheiro, nos quais as provas são sempre indiretas e, portanto, extremamente difíceis de serem rastreadas. (Cláudio Ribeiro)

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.