Euler de França Belém
Euler de França Belém

Corrupção é a palavra do ano no Brasil. Emoji é a palavra do ano na Inglaterra

Tragédia e merda são concorrentes fortes, mas não são páreo para corrupção, que engole todas

Pawel Kuczynski ilustrações_geniais_pawel_9

Qual é a palavra do ano no Brasil: tragédia (referência ao acidente de Mariana, em Minas Gerais) ou corrupção (numa referência ao petrolão)? Difícil escolher. Tragédia é forte, quase invencível. Mas corrupção é a palavra que está na boca e na ira de todos os brasileiros — menos dos corruptos. Portanto, corrupção, hors concours, é a palavra do ano no Brasil — segundo os brasileiros, mesmo não consultados pelos institutos de pesquisa. Pioramos, é certo. (Outra palavra, que os jornais não gostam de escrever, por pudicícia, é merda. Esta, pelo que observo, é uma das preferidas dos usuários do Facebook. Palhaçada é outra palavra muito utilizada.)

pinturas_surrealismo_Mike_Davis-12

Mas pelo menos a palavra saudade — quem sabe saudade (ou nostalgia, outra palavra bonita) dos tempos em que o Brasil era mais limpo — é apontada como a mais bela da Língua Portuguesa.

Já na Inglaterra a palavra do ano do Dicionário Oxford é emoji. Fernando Moreira, de “O Globo”, escreve: “A palavra do ano do Dicionário Oxford não é uma palavra. Como assim? A eleita foi um emoji. Mais precisamente o emoji — imagem pictográfica que simboliza uma palavra ou frase — representando um rosto com lágrimas de alegria”. Como se vê, não serve para nós, brasileiros. Nossas lágrimas são de tristeza. Mas os brasileiros, sadios e ases da catarse, riem de tudo, até das desgraças.

“Os alfabetos tradicionais têm lutado para atender às demandas de comunicação do século XXI. Não é surpresa que uma escrita pictográfica como o emoji tenha conseguido preencher essas lacunas. É flexível e imediato. Como resultado, emojis estão se tornando uma crescente e rica forma de comunicação, que transcende os limites linguísticos”, diz Casper Grathwohl, presidente da Oxford Dictionaries.

(Pinturas de Pawel Kuczynski, a primeira, e Mike Davis)

Uma resposta para “Corrupção é a palavra do ano no Brasil. Emoji é a palavra do ano na Inglaterra”

  1. Avatar Epaminondas disse:

    Grathwohl deve estar querendo pagar de descolado, para ver se atrai a juventude de volta aos dicionários. Só isto explicaria querer promover emojis.

    Emojis não é um aprimoramento da linguagem. É justamente o contrário, uma maneira de não ter o esforço de recorrer a ela. É como escrever uma carta recorrendo a carimbos. Quão profundo será dito com as opções disponíveis!

    Sempre tive a crença que a linguagem modela o pensamento. Afinal, é fácil reconhecer vasto vocábulo com mais do que dois neurônios funcionando. Dê a uma geração uma vida expressando emojis, e veremos como se sairá quem começa a pensar em emoji.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.