Euler de França Belém
Euler de França Belém

Correio Braziliense demite Conceição Freitas, a cronista de Brasília

conceicao-freitas

Conceição Freitas: repórter e cronista de primeira linha | Foto: Facebook

O “Correio Braziliense” demitiu uma de suas mais qualificadas jornalistas, Conceição Freitas.

Durante anos, Conceição Freitas escreveu reportagens notáveis, deu prêmios a si e ao jornal. Depois, se tornou uma espécie de cronista de Brasília. “Uma”, não; “a” cronista da capital criada por, entre outros, Lucio Costa, Oscar Niemeyer, Israel Pinheiro e Juscelino Kubitschek. E recriada, com palavras, pela excelente prosadora.

Conceição Freitas parecia saber tudo sobre Brasília. Descrevia indivíduos e objetos com a mestria dos grandes cronistas, como Rubem Braga e Paulo Mendes Campos. “Descrevia” talvez não seja o termo mais apropriado, pois certamente continuará noutro jornal, ou em algum portal que reconheça o seu imenso talento.

Talvez seja possível sugerir que, como cronista, Conceição Freitas se tornou uma poeta dos homens e cousas de Brasília. Nós, leitores, perdemos com sua demissão. Ao “Correio”, pelo visto, não importa, pois vai economizar alguns caraminguás. Poucos executivos entendem que alguns profissionais não têm preço.

Conceição Freitas começou sua vida profissional em Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.