Euler de França Belém
Euler de França Belém

Com dívida gigante, situação da Livraria Saraiva é precária

Mas a direção diz que está trabalhando para equacionar a crise

A Livraria Saraiva está em crise. Segundo a “Folha de S. Paulo”, a empresa levará ao menos 12 anos para pagar sua dívida líquida (R$ 284,4 milhões). “Isso se a empresa mão fizer novas dívidas e seu fluxo de caixa se mantiver constante’, afirma o jornal. O problema é que algumas editoras não querem vender para a rede, alegando que os atrasos nos pagamentos são constantes. A crise tende a piorar? É possível. Mas fechar a livraria será pior para as editoras. Leia a nota da Saraiva enviada à “Folha”:

“Diante de um cenário desafiador, a Saraiva está num processo de transformação e tem tomado uma série de medidas voltadas para a evolução da operação e sustentabilidade do negócio. Em linha com o foco estratégico, a rede tem trabalhado em quatro frentes transformadoras: omnichannel, customer centricity, transformação digital e eficiência operacional.

“Conforme divulgado nos dois últimos releases de resultados contratamos a consultoria Galeazzi no final de fev/18, com o objetivo de gerar ganhos contínuos de eficiência operacional, revisando e otimizando processos e assegurando que a estrutura possa suportar maiores vendas com diluição efetiva de custos. Após a fase inicial de diagnóstico, iniciamos a implementação de diversas frentes de trabalho focadas em áreas como Sortimento, Abastecimento e Pricing, entre outras, onde temos a expectativas de geração de resultados ainda em 2018.

“Adicionalmente, é importante observar que os dados da Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE (mai/18) demonstram que o setor de livros, jornais, revistas e papelaria apresenta uma retração de 8,5% no volume acumulado de vendas do ano. Considerando que a mesma pesquisa já demonstra recuperação em outros setores relevantes do varejo nacional, além de recentes divulgações com melhora de importantes indicadores econômicos, estamos diante de um cenário que favorece a perspectiva de retomada para nossos principais setores de atuação.

“Em relação ao fornecedor Bookwire, a empresa afirma que mantém o contrato comercial e continua operando com a oferta de produtos desta empresa (e-books).”

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.