Colóquio da UFG discute a obra e a vida do historiador Noé Freire Sandes

O doutor em história e professor da UFG morreu, em 2020, aos 59 anos. Intelectuais o homenageiam discutindo o homem e sua produção acadêmica

O professor Noé Freire Sandes morreu, há um ano, em 2020, aos 59 anos. O intelectual meticuloso e sofisticado contribuiu para a formação de centenas de historiadores. Na pós-graduação, era um mestre requestado tanto pela competência em orientar quanto pela serenidade com a qual pontuava, fazia reparos e ensinava. Ele é autor de trabalhos importantes, como “A Invenção da Nação — Entre a Monarquia e a República”, “O Tempo Revolucionário e Outros Tempos” e “Nação, Políticas de Saúde e Identidade (1020-1960)”.

Noé Freire Sandesm, professor da UFG por 25 anos: orientou uma geração de historiadores com rigor e serenidade | Foto: Reprodução

Noé Freire Sandes estudou, com percuciência, as relações entre memória e história do Brasil na primeira metade do século 20. O colóquio, em dois dias, vai versar sobre sua obra e sua vida. Organizado por Raquel Campos, o colóquio conta com o apoio da Faculdade de História e do Programa de Pós-Graduação em História da UFG. O evento se dará por intermédio do Google Meet, com transmissão pelo canal do PPGH-UFG no Youtube.

14 de setembro

14:00

— MESA DE ABERTURA

Prof. Dr. Eugênio de Carvalho – Diretor da FH–UFG

Prof. Dr. Jiani Langaro – Coordenador do PPGH–UFG

Prof. Dra. Raquel Campos – Organizadora do evento

14:15

— MESA 1: Noé Freire Sandes, historiador da memória

Mediação: Marlon Salomon

— Memória, história e celebração da eternidade, por Maria Helena Rolim Capelato (USP)

— Noé Freire Sandes e Costa Rego: tempo, memória e história, por Tânia Regina de Luca (UNESP)

16:30

— MESA 2: TRAJETÓRIAS

Mediação: Dulce Amarante dos Santos (UFG)

— Obituário de Noé Freire Sandes, por Marlon Salomon (UFG)

— Histórias de uma amizade, por Nasr Chaul (UFG)

— Difusão do vídeo de entrevista com Noé Freire Sandes, para trabalho da disciplina Telejornalismo, sob orientação do prof. Luiz Goya, no ano de 1999.

15 de setembro

14:00

— MESA 3: ENTRE A HISTÓRIA E A LITERATURA

Mediação: Fabiane Costa Oliveira (IFG)

— Literatura, leitura, recepção: vestígios de uma memória afetiva, por Cristiano Arrais (UFG) e Fabiana Fredrigo (UFG).

— Um historiador da nação entre a história e a literatura, por Raquel Campos (UFG)

16:00

— MESA 4: TESTEMUNHOS

Mediação: Raquel Campos (UFG)

PARTICIPANTES

Arthur Alfaix Assis (UnB)

Carlos Oiti Berbert Jr. (UFG)

Dulce Amarante dos Santos (UFG)

Elio Cantalício Serpa (UFG)

Fabiane Costa Oliveira (IFG)

Fausto Miziara (UFG)

Jiani Fernando Langaro (UFG)

José Eustáquio Ribeiro (UFCAT)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.