Euler de França Belém
Euler de França Belém

Biógrafo sugere que o primeiro-ministro Winston Churchill era homossexual

Michael Bloch diz que, nas viagens a Hong Kong, o celebrado primeiro-ministro saía com adolescentes chineses. Provas? Nenhuma…

O livro “Closet Queens” (“Rainhas do Armário”), de Michael Bloch, contém estudos biográficos da vida secreta e pessoal de pessoas famosas da Grã-Bretanha até 1967, revela o jornal “ABC”, da Espanha. Um dos possíveis homossexuais listados por Bloch é o primeiro-ministro britânico Winston Churchill, que foi decisivo para que o nazista Adolf Hitler fosse derrotado em 1945.

O “ABC” diz que o livro tem recebido críticas devastadoras na Inglaterra. Dominic Michael, no “Daily Mail”, escreveu que falta ao livro “rigor histórico” e que o autor, na parte na qual se refere a Churchill, faz mais suposições do que apresenta evidências. “The Guardian” assinala que “os dados que ‘indicam’ a suposta homossexualidade do primeiro-ministro são muito escassos”. Na prática, são mais boatos do que informações seguras.

Bloch apresenta Churchill como “rei do armário” — ou “rainha”, sabe-se lá — e sustenta que vários homens celebrados estavam na mesma posição. Ele menciona também Lord Rosebery, Arthur Balfour, Edward Heath e Jeremy Thorpe. Este, “liberal dos anos 70, fui acusado de contratar um pistoleiro para matar Norman Scott, seu antigo amante”.

O biógrafo assegura que Churchill usava de suas qualidades de estrategista inteligente e astuto para esconder seus relacionamentos homossexuais. Bloch afirma que, quando visitava Hong Kong, Churchill saía com adolescentes chineses e acrescenta que vários de seus companheiros de viagem sabiam disso. Porém, depois das insinuações e linguagem evasiva, o escritor admite que não há provas suficientes sobre a “homossexualidade” de Churchill. O escândalo, pois, prescinde de evidências.

CHURCHILL

“Churchill” (Nova Fronteira, 914 páginas, tradução de Heitor Aquino Ferreira), de Roy Jenkins, é a biografia mais sólida do primeiro-ministro e não contém uma linha a respeito.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

PAREBERT

Qual a novidade? Esse fato sempre foi de conhecimento e não mencionado pelos biógrafos de Churchill. Mas o pior ninguém fala: que ele era um ébrio, e enquanto russos e americanos dividiam o mundo, ele estava cambaleando pelos corredores durante as Conferências de Teerã, Yalta e Potsdam, alheio ao que acontecia. Foi sob o comando de Churchill, que acabou o “Império onde sol nunca se põe”, apesar de ter vencido duas guerras mundiais. E os ingleses ainda o reverenciam como herói, quando deveriam xingá-lo, por ser o coveiro do Império Britânico.