charge-jorge-bragaUma charge até ingênua de Jorge Braga, do “Pop”, provocou polêmica na semana passada, ganhando repercussão nacional numa charge de Ique.

Braga desenhou dois homens conversando e um deles disse que a Prefeitura de Goiânia está uma “zorra”. “A culpa é do Sargento Garcia” — uma referência ao prefeito Paulo Garcia, do PT.

Paulo Garcia demonstrou sua irritação nas redes sociais e Cileide Alves, de maneira sutil, tentou vincular sua reação ao caso do “Charlie Hebdo”. Não tem nada a ver. O petista não pediu censura nem a cabeça do chargista.

O petista tem o direito de se exaltar, de mostrar sua insatisfação. Mas pedir retratação de algo feito com humor, como uma charge, não leva a lugar algum. Na prática, se não fosse a ira de Paulo Garcia, a charge teria passado praticamente batida, num mundo em que as notícias, inclusive o humor, morrem ao nascer.