Eliminar completamente o mosquito Aedes aegypti do Brasil é uma tarefa extremamente desafiadora, mas não necessariamente impossível, porque a sua erradicação demandaria uma combinação de estratégias de controle do mosquito. 

Alguns países conseguiram reduzir significativamente a população de mosquitos através de programas de controle rigorosos, como a eliminação de criadouros, aplicação de inseticidas, uso de mosquitos geneticamente modificados e campanhas de conscientização da população.

No entanto, o Brasil, devido às suas dimensões territoriais vastas, variedade climática e desafios socioeconômicos, enfrenta dificuldades únicas no controle do Aedes aegypti. Apesar dos esforços contínuos das autoridades de saúde, a eliminação completa do mosquito ainda não foi alcançada.

O mosquito Aedes aegypti, que transmite o vírus da dengue, foi eliminado no Brasil na década de 1950 através de uma campanha de erradicação liderada pelo epidemiologista Oswaldo Cruz. No entanto, o programa foi descontinuado devido a questões políticas e de financiamento, permitindo que o Aedes se reintroduzisse e se espalhasse novamente pelo país.

Embora a erradicação total possa ser um objetivo difícil de alcançar, é possível reduzir significativamente a população de mosquitos e controlar as doenças que eles transmitem através de medidas de prevenção, vigilância e intervenção contínuas.

De acordo com o Painel de Monitoramento de Arboviroses do Ministério da Saúde, até o momento, em Goiás, são mais de 34 mil casos suspeitos e seis mortes confirmadas. Com esses e vários outros dados que vemos na imprensa todos os dias fica o medo e a impotência instalam um cenário desolador.

Eu posso estar limpando o meu quintal corretamente e cuidando das minhas plantas, mas se o meu vizinho não está, a sensação que fica é de impotência. Os números assustadores deste ano são discrepantes com os de 2023. 

Com o começo de um novo governo muita coisa foi prioridade, mas parece que não houve planejamento estratégico para o que é sempre presente no início de ano do brasileiro. Como isso foi acontecer?

A melhor notícia que podemos tem em meio a tantos casos de dengue é que agora temos uma vacina. Apesar de poucas doses e a vacinação estar progredindo lentamente existe um imunizante com eficácia comprovada. O únco alívio sobre a dengue até o momento.