Surgida em 1989, no coração do cerrado, Palmas se tornou a última capital planejada do século XX, que impressiona por suas largas avenidas arborizadas e a organização das superquadras. A majestosa Praça dos Girassóis – a maior do mundo em extensão territorial –  está no ponto geodésico do país e abriga as sedes dos três poderes estaduais: Executivo, Legislativo e Judiciário, além de outros órgãos públicos e uma majestosa catedral religiosa.

Palmas não é apenas uma capital administrativa, mas também um paraíso natural. Rodeada pela impressionante Serra do Carmo – cuja riqueza mineral é inquestionável – e pelo extenso e encantador Lago formado pela Usina Hidroelétrica de Lajeado, a cidade é lar de praias deslumbrantes como a do Prata, do Caju, dos Buritis e das Arnos. O destaque especial é o cartão postal da cidade, a Praia da Graciosa, favorita entre os moradores e visitantes.

Com uma população de 305 mil habitantes e mais de 200 mil eleitores, Palmas é também um polo universitário, como também, referência hospitalar em todas as especialidades médicas. Paralelamente, o acervo cultural é efervescente. Eventos de renome nacional, como o “Carnaval da Fé”, o “Arraiá da Capitá”, o “Festival Gastronômico de Taquaruçu” e o “Natal Encantado”, marcam o calendário anual, atraindo turistas e fortalecendo a identidade cultural da cidade.

Palácio Araguaia | Foto: Reprodução / Pref. Palmas

Em que pese os desafios, como o escoamento das aguas pluviométricas e os vazios urbanos, resultantes da especulação imobiliária, que levaram muitos a se mudarem para regiões como Taquaralto, Taquari ou o distrito de Luzimangues, Palmas continua a prosperar. A infraestrutura da cidade é robusta, com boas rodovias de acesso, um aeroporto internacional de passageiros e cargas, e a proximidade com a plataforma multimodal da Ferrovia Norte-Sul. Por todas essas vias, chegam e saem “commodities” e bens de consumo, gerando impostos, riquezas, mão-de-obra e qualidade de vida.

O Tocantins, como um todo, comemora o aniversário da sua “metrópole”, resguardas as devidas proporções, visto que a capital ainda não conta com um milhão de habitantes. Celebra-se, não apenas a fundação de uma cidade, mas o espírito de uma comunidade que, em apenas 35 anos, construiu um legado de oportunidades ímpares nos mais diversos setores, robustez comercial, inquestionável logística, inovação, cultura e beleza.

Lago de Palmas | Foto: Reprodução / Pref. Palmas

Palmas, com sua juventude e dinamismo, é um exemplo brilhante de crescimento e resiliência no centro do Brasil. A cidade que nasceu para ser a capital de todos os tocantinenses, conta com a força de todos eles – de coração ou de nascimento – para torná-la mais próspera a cada dia. O futuro será de desenvolvimento e prosperidade, não resta quaisquer dúvidas.

Parabéns a todos os tocantinenses que contribuíram para que Palmas se tornasse o modelo referencial do centro norte do país. Se você, leitor, ainda não conhece esse eldorado, não sabe o que está perdendo… Parabéns, Palmas! Seus filhos têm orgulho daquilo que “você” se transformou!!

“Arriá da capitá” | Foto: Reprodução / Pref. Palmas