Afonso Lopes
Afonso Lopes

Abstenção, brancos e nulos podem ser decisivos na disputa entre Vanderlan e Iris

Faltando uma semana para a eleição de 2º turno, candidatos jogam suas últimas cartadas para convencer o eleitor a votar

Vanderlan Cardoso no corpo a corpo na penúltima semana antes do pleito | Iris Rezende em entrevista coletiva nos últimos dias de campanha

Vanderlan Cardoso no corpo a corpo na penúltima semana antes do pleito | Iris Rezende em entrevista coletiva nos últimos dias de campanha

O voto no Brasil não é apenas um direito, mas também um dever. Sem muita convicção, é verdade. Além da justificativa para os eleitores que viajam — ou que deixam de viajar para as cidades onde mantêm seus domicílios eleitorais —, a multa para quem simplesmente não vota tem valor irrisório, indo de R$ 1,05 a R$ 3,51. O juiz eleitoral tem liberdade para aumentar esse valor para até R$ 35,10, o que quase nunca acontece. Ha outras sanções, mas basta pagar a multa para se livrar de problemas.

Na prática, apesar de o voto ser obrigatório, o eleitor brasileiro vota se quiser votar. E, além disso, há outra forma de comparecer e ainda assim não votar em nenhum dos candidatos, seja digitando e confirmando um número qualquer que não corresponda a nenhum partido — o que anula o voto — ou optando pela tecla branca da urna eletrônica, o voto em branco.

E o que tem isso tudo a ver com o resultado da eleição de domingo que vem? Tem tudo a ver. No primeiro turno, em Goiânia, a alienação do voto — que é a soma da abstenção, voto branco e nulo — atingiu 30% em números redondos. Ou seja, nenhum dos sete candidatos que disputaram o turno conseguiram convencer três em cada dez eleitores, que preferiram não indicar ninguém. Não é pouca gente, não. São 272.504 votos que não foram aproveitados. Iris Rezende, o primeiro colocado no turno, recebeu cerca de 5 mil votos a mais.

Na última eleição para prefeito de Goiânia decidida apenas no segundo turno, como agora, foi em 2004. Naquele ano, a abstenção no turno atingiu 15%. No turno decisivo, foi para quase 20%. Ou seja, existe uma tendência de aumento da abstenção no segundo turno em relação ao turno.

Este ano, a abstenção bateu recorde na capital, chegando ultrapassando a marca de 20%. Em compensação, nos turnos finais o número de votos em branco e nulos costuma cair um pouco, mas nada que compense o aumento da abstenção.

Tudo isso significa que os candidatos devem fazer um esforço extra não apenas para conquistar mais eleitores, mas incentivar aqueles que estão dispostos a votar a comparecer. Já houve um caso de eleição ser perdida porque os eleitores de um dos candidatos não foi votar. Isso ocorreu em Brasília, com o hoje senador Cristovam Buarque. As pesquisas lhe davam uma frente tranquila em relação ao seu adversário, o ex-governador Joaquim Roriz. No dia da eleição, a cidade de Brasília amanheceu “vazia”. Era exatamente no Plano Piloto onde estavam concentrados os votos de Cristovam. Na apuração, Roriz surpreendeu ao ganhar com a enorme votação que tinha no Entorno e bairros periféricos.

Iris Rezende e Vanderlan Cardoso, em Goiânia, Roberto do Órion e João Gomes, em Aná­polis, precisam ficar atentos para a alienação eleitoral neste segundo turno. Restando apenas uma semana de campanha, pode valer muito a pena investir nesse eleitorado. Aliás, como as duas disputas estão abertas, embora com favoritismo para Iris e Roberto, de acordo com as pesquisas eleitorais, o contingente de eleitores que não comparece ou que comparece mas anula o voto ou vota em branco é mais do que suficiente para garantir a vitória de qualquer um dos concorrentes.

O problema está em convencer esses eleitores arredios. Essa é uma motivação que somente excelentes estruturas de marketing conseguem atingir. E mesmo assim, é muito raro. Talvez, no máximo, seja possível convencer realmente os eleitores favoráveis a confirmar o comparecimento e o voto. Ir muito além disso numa situação política tumultuada como a vivida hoje no Brasil é complicado demais, mas será decisivo.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.