O governador Ronaldo Caiado garantiu que vai exigir da Equatorial Energia a prestação de serviço de qualidade e investimentos para melhorar a distribuição de energia em Goiás. “Vamos continuar cobrando soluções para o gargalo da energia em Goiás”, disse Caiado ao pedir que a nova empresa faça os investimentos necessários para que a demanda por energia deixe de ser um impedimento para o desenvolvimento do Estado.

Caiado participou do evento que oficializou a venda da antiga concessionária, Enel Distribuição, para o novo grupo. O documento de transferência foi assinado por representantes das duas empresas e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – órgão federal responsável pela regulação e fiscalização do setor – em cerimônia realizada no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, nesta quinta-feira (23/02).

A Equatorial Energia comprou a Enel Distribuição em Goiás por quase R$ 1,6 bilhão. Com o fechamento do acordo, ela assumiu, ainda, um total de R$ 5,7 bilhões em dívidas. “O crescimento de Goiás foi afetado pela falta de energia elétrica”, ressaltou o chefe do Executivo ao lembrar os constantes problemas vivenciados pelos consumidores nos últimos anos.

A saída da Enel Distribuição de Goiás começou a ser desenhada em meados de 2022, diante do não cumprimento de metas de atendimento estabelecidas pela Aneel. Com a autorização da venda concretizada pela agência reguladora no mês de dezembro, a Equatorial Energia assumiu o serviço em janeiro deste ano e anunciou um plano de 100 dias para reestruturação das áreas técnicas, operacionais, comerciais e de relacionamento com clientes. A empresa é responsável pelo atendimento de 237 municípios, que abrigam 3,3 milhões de unidades consumidoras.

Em discurso, o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Sandoval Feitosa, recapitulou que houve detalhada discussão do assunto, visando a melhor solução para os consumidores, com objetivo de atender a demanda no Estado. “Hoje é um dia histórico para Goiás. Estado que tem um dos maiores PIBs, um crescimento pujante e a melhoria para qualidade de vida da população só virá com fornecimento de energia elétrica de qualidade”, pontuou.

Presidente da Equatorial Energia, Augusto Miranda lembrou que a empresa já é responsável pela distribuição de energia nos estados do Maranhão, Piauí, Pará, Rio Grande do Sul, Alagoas e Amapá e que vai trabalhar para melhorar a qualidade do serviço prestado em Goiás. “Estamos cientes da responsabilidade, temos obrigação de fazer melhor. Vamos nos empenhar, alocar o capital necessário, fazer os investimentos e alavancar o Estado”, disse.

O presidente da Equatorial em Goiás, Lener Jayme, informou que os investimentos já foram iniciados e obras já estão em andamento, com o objetivo de sanar as deficiências no fornecimento de energia. “Nossas equipes estão trabalhando diuturnamente para buscar soluções cada vez mais efetivas”, pontuou.