A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e a Polícia Federal (PF) informaram nesta quinta-feira, 29, durante coletiva de imprensa, que identificaram 40 envolvidos na tentativa de invasão ao edifício-sede da PF, em 12 de dezembro. Quatro foram presos nas primeiras horas de hoje, durante a deflagração da Operação Nero.

Os investigados também teriam praticado outros atos criminosos na mesma data, em Brasília, como a depredação do prédio da 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), além de incendiarem veículos particulares e ônibus.

O conjunto da investigação buscou identificar e individualizar as condutas dos suspeitos de depredar bens públicos e particulares, fornecer recursos para os atos criminosos ou, ainda, incitar a prática de vandalismo.

Os crimes objetos da apuração são de dano qualificado, incêndio majorado, associação criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado, cujas penas máximas somadas atingem 34 anos de prisão.