Os líderes do Executivo, Legislativo e Judiciário assinaram na manhã desta segunda-feira, 9, uma nota conjunta em defesa da democracia no país. O documento é assinado pelo presidente da Repúplica, Luiz Inácio Lula da Silva; presidente do Senado em exercício; senador Veneziano Vital do Rêgo; presidente da Câmara dos Deputados, deputado federal Arthur Lira; e presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Rosa Maria Pires Weber.

No documento, intitulado Nota em Defesa da Democracia, as lideranças “rejeitam os atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas” que aconteceram no Congresso Nacional, Palácio do Planalto e Supremo Tribunal Federal (STF), na tarde desse domingo, 8. “Estamos unidosp ara que as providêncis institucionais sejam tomadas, nos termos das leis brasileiras”, diz o texto.

Além disso, os representantes dos três poderes pedem “normalidade, respeito e trabalho”, a fim de garantir o avanço do país.

Leia a íntegra da nota conjunta:

“Nota em Defesa da Democracia

Os poderes da República, defensores da democracia e da Carta Constitucional de 1988, rejeitam os atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas que aconteceram na tarde de ontem (domingo) em Brasília.

Estamos unidos para que as providências institucionais sejam tomadas, nos termos das leis brasileiras.

Conclamamos a sociedade a manter a serenidade, em defesa da paz e da democracia em nossa pátria.

país precisa de normalidade, respeito e trabalho para o progresso e justiça social da nação.”