A família do tenente-coronel ajudante de Jair Bolsonaro (PL), Mauro Cesar Barbosa Cid, mantém um “trust” detentor de uma mansão avaliada em cerca de R$ 8,5 milhões, na Califórnia, Estados Unidos. O militar está preso desde a semana passada, acusao de falsificar carteiras de vacinação para Jair Bolsonaro e familiares.

Segundo revelações de reportagem do portal Metrópoles, o irmão do tenente-coronel, Daniel Cid vive em uma mansão US$ 1,7 milhão.

Mansão na Califórnia tem cinco quartos e cinco salas | Foto: Reprodução

A propriedade foi registrada em 2019, tem 438 m² e vista para as colinas que cercam a cidade de Temecula, no sul do estado, a cerca de 130 km de Los Angeles. Além da vista estonteante em um vasto jardim, a mansão tem cinco quartos, quatro salas e uma área de lazer com piscina. Em dois documentos citados pela reportagem, o nome do irmão do tenente-coronel que era ajudante de ordens de Jair Bolsonaro aparece listado no trust, chamado de “Cid Family Trust”.

De acordo com a legislação dos EUA, o trust é um instrumento legal que permite que proprietários de bens – sejam fundos de investimento ou imóveis – deixem a tutela do patrimônio a cargo de pessoas de confiança (em inglês, trust quer dizer confiança), que ficam responsáveis pela admnistração.

A modalidade é utilizada, dentre outros, para blindar patrimônios de eventuais problemas judiciais, assegurando a possibilidade de transferência para quem o proprietário original indicar. Dessa maneira, as pessoas físicas que têm posse do bem não fica identificada em registros oficiais, garantindo maior privacidade e menor transparência para negociações.

Além da mansão, o trust da família também é dono de uma outra casa, na mesma cidade, avaliada em R$ 2,2 milhões. O nome de Daniel Cid já constou como proprietário, como pessoa física, da mesma forma que aparece ligado a um outro imóvel na cidade, vendido recentemente pelo valor de R$ 3,3 milhões.

A aquisição mais recente no nome de Daniel Cid é uma casa em Miami, na Flórida. A unidade no Doral Isles Martinique foi comprada em agosto de 2020 e, segundo o site oficial do governo de Miami, está avaliada em cerca de R$ 2 milhões e registrada fora do trust, em nome de Daniel.

Quem é Daniel Cid

Daniel Cid chegou a ser ouvido em investigações da Polícia Federal após ser identificado como criador e administrador do “brasileiros.social”. O site foi responsável por divulgar cópia de um inquérito sigiloso da PF alardeado em uma “live” pelo ex-presidente na tentativa de “provar” a manipulação do sistema eleitoral.

À época, Daniel Cid confessou que “realizou o procedimento de colocar no ar link relacionados a arquivos em formato PDF a pedido do seu irmão Mauro Cid umas 5 ou 6 vezes”.