O vereador de Goiânia Carlos Soares (PT), irmão de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido nos anos 2000, assumirá a Superintendência do Patrimônio da União em Goiás (SPU/GO). O órgão é vinculado ao Ministério da Economia e fornece todos os procedimentos para administração do patrimônio federal, em âmbito estadual. A nomeação deverá ser oficializada durante os próximos dias.

Dessa forma, o ex-parlamentar se tornou o segundo membro do PT a receber um cargo federal em Goiás. O primeiro foi o ex-prefeito de Goiânia Pedro Wilson, escolhido para chefiar a Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Outro que terá o nome publicado pela Casa Civil em breve.

Antes de escolhido para chefia a questão, Carlos disputou cinco eleições para vereador na capital, desde de 2004. Assumindo um vaga aberta pela bancada do PT em 2007. Mas, apenas em 2012, ele conseguiu 6,8 mil votos e uma vaga na Câmara Municipal de Goiânia.

Carlos é irmão de Delúbio Soares, ex-tesoureiro do PT que ficou marcado pelo envolvimento no escândalo do “Mensalão”. Na época, ele chegou a ser preso, condenado e expulso do partido por conta do envolvimento. No entanto, em 2015, a emenda liberou o retorno do político.