A revista turca Düşünbil Dergisi, especializada em arqueologia e história, publicou imagens de famílias arquetípicas de vários países ao redor do mundo geradas através da inteligência artificial (IA). A imagem gerada para retratar a família arquetípica brasileira recebeu ataques racistas dos próprios brasileiros na internet. Entre os comentários que se lê no perfil de Dusunbil estão “tinha q ser negros né?”; “Essa AI puxou um casal cracudo”; “A bandidagem representa a família brasileira”.  

Os brasileiros não parecem se identificar com o próprio Brasil. De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD Contínua) 2021, 43,0% dos brasileiros se declararam como brancos, 47,0% como pardos e 9,1% como pretos. Mais da metade da população é gorda e 25% da população brasileira têm algum tipo de deficiência. Mais da metade da população brasileira pertence às classes sociais mais baixas, D e E. 

Veja os comentários publicados no Facebook da revista: