Vitória de Rita de Cássia em Itaberaí pode ser ainda mais acachapante

O grupo de Janayna Wolpp avaliava que o “problema” era Welington Baiano. E se o “problema” for a própria vereadora?

Rita de Cássia e Miguelzinho Neto: chapa forte | Foto: Reproduções

O grupo político da candidata do PSC a prefeita de Itaberaí, Janayna Wolpp, acreditou que, retirando a candidatura de Welington Baiano na Justiça, seria mais fácil derrotar a oposição.

Ledo engano. Tudo indica que a vitória de Rita de Cássia, do PSB, que tem um sobrinho de Welington Baiano (MDB) na vice, Miguelzinho Baiano (João Miguel Rodrigues Silva), do partido Democratas, será tremendamente fácil. Tende a ser acachapante.

Roberto Silva, prefeito de Itaberaí, e Janayna Wolpp, vereadora: aliados | Foto: Reprodução

Janayna Wolpp se queimou, desde o início, por causa de seu padrinho político, o prefeito Roberto Silva, um dos mais rejeitados, senão o mais rejeitado, da história de Itaberaí. Inicialmente, a campanha tentou esconder Roberto Silva, mas, como não dá para esconder um elefante, ele reapareceu pedindo votos para a vereadora. “Se pede votos para 10 pessoas, Janayna perde 11 votos”, brinca (ma non troppo) um ex-vereador.

O fato é que Rita de Cássia é uma candidata leve e sua candidatura está levando Janayna Wolpp a mudar seu marketing de campanha. E pode ser tarde, até muito tarde, para mudar o que, aliás, não vinha dando certo.

“Rita de Cássia é uma candidata excelente, por isso chego a dizer que Janayna, lá no fundo de seu ser, bem lá no íntimo, gostaria de votar na nossa candidata”, sugere — a sério — um integrante do Democratas ligado ao ex-deputado estadual Jean Carlo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.