“Vírus da pasmaceira chegou a Uruaçu em 2017 e não saiu mais”, diz deputado

Críticos dizem que o prefeito só investe em mídia para elogiá-lo. Mas que, no lugar de trabalhar, passa o tempo criticando o governo do Estado

Um repórter do Jornal Opção conversou com dois políticos que circularam por Uruaçu na semana passada. Um ocupante de cargo público federal diz que o comércio está “parado” não por causa da covid-19: “O vírus que atacou o município é o da pasmaceira. O prefeito Valmir Pedro (PSDB) só fica esperando dinheiro federal e xingando o governo estadual. Iniciativa municipal não tem nenhuma, porque o prefeito não investe no empreendedorismo, como essa crise do Corona está mostrando. O que ele faz bem mesmo é investir em rádios e jornais para dizerem que é um prefeito trabalhador”.

A outra fonte é um deputado estadual que parou para abastecer em Uruaçu e em 10 minutos ouviu relato parecido: “O Valmir acorda todo dia uma hora mais cedo, lá pelas 10, pra ter mais tempo de falar mal do governo, mas não tem ele mesmo qualquer projeto para incrementar a receita municipal”.

Confrontado com a frase do outro político sobre o paradão em Uruaçu, o componente da Assembleia Legislativa riu e concordou: “Sim, o vírus do populismo está inoculado ali desde 2017”. A referência é ao ano em que Valmir Pedro tomou posse.

O adversário do prefeito deve ser o empresário Azarias Machadinho (DEM), que está em ascensão nos negócios e toda semana está em Goiânia com investidores de olho na geração de empregos em Uruaçu.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.