O vilelismo enfraqueceu Iris Rezende e quer se manter como grupo hegemônico no PMDB

Os dois líderes do vilelismo em Goiás, o deputado federal Daniel Vilela e o ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Maguito Vilela, não têm o mínimo de simpatia pela candidatura de Ronaldo Caiado, do DEM, a governador de Goiás.

Daniel e Maguito Vilela vão trabalhar, por enquanto em silêncio, para bancar um candidato a governador. O ex-prefeito insiste que o postulante do PMDB será seu filho, Daniel Vilela. Mesmo que ele tenha de responder a inquérito na Operação Lava Jato, sob acusação de ter recebido dinheiro da Odebrecht via caixa 2.