Vanderlan Cardoso diz que sua mulher não vai disputar a Prefeitura de Senador Canedo

O líder do PSB aposta em José Eliton para governador de Goiás em 2018. “Ele me apoiou para prefeito de Goiânia”

Arquivo

Arquivo

O presidente do PSB em Goiânia, Vanderlan Cardoso, afirma que sua mulher, Izaura Cardoso (PSC), não deve disputar a Prefeitura de Senador Canedo. “Se a Justiça Eleitoral convocar novas eleições, o nosso candidato será Zélio Cândido. Só não será candidato se não quiser. Ressalvo que Zélio não trabalha com a hipótese de uma nova eleição e acredita que será diplomado prefeito. Acres­cente-se que aparece no site da Tribunal Regional Eleitoral como prefeito eleito.”

Porém, o mais votado, Divino Lemes, do PSD, trabalha com duas hipóteses. Primeiro, que será empossado no dia 1º de janeiro. Segundo, se não tomar posse, bancará um filho ou a mulher para a disputa eleitoral. “Puro papo: Divino Lemes não tem chance nenhuma de assumir a prefeitura. Ele perdeu por 7 a 0 na Justiça em Goiás e vai ganhar em Brasília com qual argumentação?”

Qual o projeto de Vanderlan Cardoso daqui pra frente? “Meu projeto não está definido. Perdi três eleições seguidas para cargos executivos e quero, a partir de agora, ouvir meus aliados mais próximos. Juntos, vamos traçar nossos caminhos. Friso que vou continuar na política, inclusive mantendo meu escritório em Goiânia.”

Quanto a 2018, quando se terá eleição para governador, senador e deputado, Vanderlan Cardoso pretende disputar mandato eletivo? “Uma coisa é certa: como recebi forte apoio do governador Marconi Perillo, que certamente será candidato a senador, e do vice-governador, José Eliton, não vou postular cargos executivos. Não vou competir com aqueles que me ajudaram na disputa para a Prefeitura de Goiânia. Há quem sugira que eu dispute mandato de deputado federal, por exemplo. Mas pode ser que eu nada dispute em 2018, resguardando-me para a disputa da prefeitura em 2020.”

O líder do PSB poderá apoiar José Eliton na disputa para o governo em 2018? “Por que não? Zé Eliton foi um parceiro qualitativo em Goiânia, com presença firme na minha campanha. Portanto, o apoiarei, sim, para governador. Sou grato ao que fez pela minha candidatura na capital.”

Na oposição, Vanderlan Cardoso assinala que os candidatos mais propalados para governador são Ronaldo Caiado, Daniel Vilela e Maguito Vilela. “A Caiado falta sobretudo um grupo político consistente. É muito difícil, senão impossível, ganhar uma eleição para governador sem o apoio de uma estrutura política ampla e distribuída por todo o Estado. Observando a partir do quadro atual, o nome mais sólido da oposição é o de Maguito Vilela, porque agrega e fez uma administração aprovada como prefeito de Aparecida de Goiânia.”

No momento, Vanderlan Cardoso sublinha que está processando uma reestruturação de sua empresa, com o acréscimo de novos projetos, com o fito de enfrentar a crise econômica. “A crise é muita séria e, por isso, preciso ficar atento às contas e investimentos da empresa.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.