Vanderlan Cardoso demite cerca de 30% dos trabalhadores da Cicopal, em Senador Canedo

Vereador de Senador Canedo afirma que diretoria da empresa disse aos demitidos que as vendas caíram e que é preciso “enxugar para não morrer”

Há “dois” Vanderlan Cardoso: o empresário e o político. O político apresenta um discurso positivo e, se candidato a prefeito pelo PSB, dirá aos eleitores de Goiânia que dias melhores virão. O empresário, dono da empresa Cicopal — do setor de alimentos —, decidiu demitir cerca de 30% de seus trabalhadores, o que deve abalar a economia e a sociedade de Senador Canedo, município do Entorno da capital. Não há notícia de que tenha demitido nas suas empresas localizadas noutros Estados, como Pará e Bahia;

Um vereador de Senador Canedo, depois de ouvir funcionários demitidos, conta que a diretoria administrativa da Cicopal alegou que as vendas caíram e que, para que a empresa não seja afetada, era preciso fazer cortes. “Enxugar para não morrer”, afirma o vereador, após conversar com alguns dos demitidos.

Vanderlan Cardoso fez demissões em todas as áreas, inclusive na social (que, noutras crises, sempre havia sido preservada). O vereador sustenta que alguns trabalhadores, para não serem demitidos, aceitaram mudar o regime via CLT pelo sistema de pessoa jurídica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.