Além do deputado federal do União Brasil, João Campos e Alexandre Baldy devem se apresentar como candidatos avulsos ao Senado

Delegado Waldir Soares: candidato a senador avulso, possivelmente | Foto: Jornal Opção

O deputado federal Delegado Waldir Soares, do União Brasil, fez uma consulta ao Tribunal Superior Eleitoral a respeito do lançamento de candidaturas avulsas a senador. O parecer do ministro Edson Fachin, presidente do TSE, deve sair na próxima semana.

Alexandre Baldy, presidente do Progressistas | Foto: Fábio Costa / Jornal Opção

Mas, de antemão, se sabe que a Justiça Eleitoral não deve impedir o lançamento de candidaturas avulsas a senador. Pelo contrário, vai autorizá-las.

Em Goiás devem ser candidatos a senador pelos menos seis políticos — Alexandre Baldy, do pP, Delegado Waldir Soares, do União Brasil, Henrique Meirelles, do PSD, João Campos, do Republicanos, Luiz Carlos do Carmo (sem partido) e Marconi Perillo, do PSDB. O PT também deve lançar candidato, mas ainda não definiu o nome.

João Campos: presidente do Republicanos | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Dos seis nomes, tendem a sair como avulsos Alexandre Baldy, Delegado Waldir e João Campos. Detalhe: todos, além de Meirelles, na base do governador Ronaldo Caiado, do Democratas.