Tião Caroço diz que deve deixar PSDB e que não vai ser contra Ronaldo Caiado

O deputado estadual ressalva que não está na base política do governador e que não há, no momento, janela para mudança de partido

O deputado estadual Sebastião “Caroço” Monteiro disse ao Jornal Opção que ainda não definiu sua ida para o PP do ex-ministro Alexandre Baldy e do senador Vanderlan Cardoso. “Como se sabe, não há, neste momento, janela partidária que possibilite a minha saída. Quando tiver janela, sairei do PSDB.”

Sebastião Caroço, deputado estadual: cotado para se filiar ao PP | Foto: Divulgação

Tião Caroço afirma que “não” está na base do governador Ronaldo Caiado. “Mas devo dizer que me tornei político pelas mãos de Ronaldo. Em 1994, há 25 anos, Ronaldo esteve na minha casa e pediu para que eu disputasse mandato de deputado estadual. Gosto dele e de dona Gracinha Caiado. Não tenho motivos para ser contra Ronaldo e seu governo; pelo contrário, não vou combater o governo, quer dizer, não vou ser contra Goiás só para dizer que sou da oposição. Mas há problemas entre meus aliados e gente da base de Ronaldo, portanto não há espaço para meu pessoal.” O deputado do PSDB está se referindo, sem citar nomes, ao seu contencioso com o secretário de Governo, Ernesto Roller. Eles foram aliados e depois romperam. Eles são de Formosa, uma das mais importantes cidades do Entorno de Brasília.

Quando realmente Tião Caroço vai definir o seu rumo político? “Em abril de 2020, aí sim, eu defino minha vida política.” Vai disputar a Prefeitura de Formosa? “Apesar das pressões dos companheiros, não estou com vontade de disputar a prefeitura.”

É provável que, trocando de partido, o PSDB pelo PP — ou até pelo DEM —, Tião Caroço dispute a Prefeitura de Formosa. E como candidato do governador Ronaldo Caiado — que está costurando alianças para se fortalecer político-eleitoralmente no Entorno de Brasília.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.